skip to content
Atipias de celulas escamosas de significado indeterminado (ASCUS): estudo de 208 casos.
ClosePreview this item
Checking...

Atipias de celulas escamosas de significado indeterminado (ASCUS): estudo de 208 casos.

Author: Jose Eleuterio JuniorDiane Isabelle Magno CavalcanteMaria Tereza M P DiasRossana M AlvesGabriela C QueirozAll authors
Edition/Format:   Article : Portuguese
Publication:Revista brasileira de ginecologia & obstetrícia, Vol.22, no.3 (abr. 2000) p.135-139
Database:WorldCat
Summary:
Objetivos: avaliar aspectos clinicos, colposcopicos e acompanhamento citologico de quadros classificados como atipias de celulas escamosas de significado indeterminado (ASCUS). Metodos: foram analisados retrospectivamente 208 casos de ASCUS diagnosticados entre 1996 e 1998 e tabulados quanto a idade, queixas clinicas, colposcopia e seguimento. Resultados: a relacao ASCUS: lesao intra-epitelial escamosa foi de 1:1,2,  Read more...
Rating:

(not yet rated) 0 with reviews - Be the first.

Subjects
More like this

 

&AllPage.SpinnerRetrieving;

Find a copy in the library

&AllPage.SpinnerRetrieving; Finding libraries that hold this item...

Details

Document Type: Article
All Authors / Contributors: Jose Eleuterio Junior; Diane Isabelle Magno Cavalcante; Maria Tereza M P Dias; Rossana M Alves; Gabriela C Queiroz; Aline R Proenca
ISSN:0100-7203
OCLC Number: 69979918

Abstract:

Objetivos: avaliar aspectos clinicos, colposcopicos e acompanhamento citologico de quadros classificados como atipias de celulas escamosas de significado indeterminado (ASCUS). Metodos: foram analisados retrospectivamente 208 casos de ASCUS diagnosticados entre 1996 e 1998 e tabulados quanto a idade, queixas clinicas, colposcopia e seguimento. Resultados: a relacao ASCUS: lesao intra-epitelial escamosa foi de 1:1,2, confirmando adequado controle de qualidade. Pacientes com menos de 35 anos corresponderam a 72,6 por cento dos casos. Um grande numero nao tinha queixas clinicas (36,5 por cento). Nos casos em que foi realizada colposcopia (n = 58), a zona de transformacao atipica foi observada em 60 por cento. A subclassificacao das ASCUS em provavelmente displasico (D), provavelmente reativo (R) e nao-determinado (U) indicou predominancia do primeiro (65 por cento). O acompanhamento de 86 pacientes mostrou que, apos 3 a 6 meses (media de 4,5 meses), em 12,5 por cento foi possivel detectar citologicamente uma lesao intra-epitelial escamosa. Conclusao: com base nos resultados deste trabalho foi possivel concluir que as ASCUS incidem em mulheres jovens, com queixas clinicas corriqueiras e apresentam correlacao colposcopica positiva. Nestes casos o acompanhamento citologico se faz imprescindivel para esclarecimento de lesao intra-epitelial escamosa subjacente ou subsequente (AU).

Reviews

User-contributed reviews
Retrieving GoodReads reviews...
Retrieving DOGObooks reviews...

Tags

Be the first.
Confirm this request

You may have already requested this item. Please select Ok if you would like to proceed with this request anyway.

Linked Data


<http://www.worldcat.org/oclc/69979918>
library:oclcnum"69979918"
owl:sameAs<info:oclcnum/69979918>
rdf:typeschema:Article
schema:about
schema:about
schema:about
schema:about
schema:about
schema:about
schema:contributor
schema:contributor
schema:contributor
schema:contributor
schema:contributor
schema:creator
schema:datePublished"2000"
schema:description"Objetivos: avaliar aspectos clinicos, colposcopicos e acompanhamento citologico de quadros classificados como atipias de celulas escamosas de significado indeterminado (ASCUS). Metodos: foram analisados retrospectivamente 208 casos de ASCUS diagnosticados entre 1996 e 1998 e tabulados quanto a idade, queixas clinicas, colposcopia e seguimento. Resultados: a relacao ASCUS: lesao intra-epitelial escamosa foi de 1:1,2, confirmando adequado controle de qualidade. Pacientes com menos de 35 anos corresponderam a 72,6 por cento dos casos. Um grande numero nao tinha queixas clinicas (36,5 por cento). Nos casos em que foi realizada colposcopia (n = 58), a zona de transformacao atipica foi observada em 60 por cento. A subclassificacao das ASCUS em provavelmente displasico (D), provavelmente reativo (R) e nao-determinado (U) indicou predominancia do primeiro (65 por cento). O acompanhamento de 86 pacientes mostrou que, apos 3 a 6 meses (media de 4,5 meses), em 12,5 por cento foi possivel detectar citologicamente uma lesao intra-epitelial escamosa. Conclusao: com base nos resultados deste trabalho foi possivel concluir que as ASCUS incidem em mulheres jovens, com queixas clinicas corriqueiras e apresentam correlacao colposcopica positiva. Nestes casos o acompanhamento citologico se faz imprescindivel para esclarecimento de lesao intra-epitelial escamosa subjacente ou subsequente (AU)."@pt
schema:exampleOfWork<http://worldcat.org/entity/work/id/53587549>
schema:inLanguage"pt"
schema:name"Atipias de celulas escamosas de significado indeterminado (ASCUS): estudo de 208 casos."@pt
schema:url

Content-negotiable representations

Close Window

Please sign in to WorldCat 

Don't have an account? You can easily create a free account.